terça-feira, 30 de junho de 2009

Correr os riscos


Rir é correr risco de parecer tolo.Chorar é correr o risco de parecer sentimental.Estender a mão é correr o risco de se envolver.Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.
Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas.Amar é correr o risco de não ser correspondido.Viver é correr o risco de morrer.Confiar é correr o risco de se decepcionar.Tentar é correr o risco de fracassar.
Mas os riscos devem ser corridos,porque o maior perigo é não arriscar nada.Há pessoas que não correm nenhum risco,não fazem nada,não têm nada e não são nada.Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões,mas elas não conseguem nada,não sentem nada,não mudam,não crescem,não amam,não vivem.
Acorrentadas por suas atitudes,elas viram escravas, privam-se de sua liberdade.Somente a pessoa que corre riscos é livre!

4 comentários:

Léia disse...

Vive mais quem corre riscos em busca do que se quer, sem que com isso prejudique alguém.
Eu só preciso parar de ser covarde e ariscar mais.
Beijo em teu core.

Marina Melow disse...

Que belo texto, é verdade.
A vida não teria nenhuma graça sem os riscos..!

beijos!

Anônimo disse...

Boa noite!!
Como sempre uma linda e profunda reflexão....
Um abraço terno e amigo.
desejo-lhe uma ótima semana de muita paz, amor realizações.
Deus lhe proteja!Eva

Léia disse...

Zeus!
Volte para o Blogorama!!!!!

Beijos, saudades.

Nossos Visitantes