sábado, 9 de maio de 2009

Adriano o Imperador, mentiroso ou infeliz?


E o Adriano heim?aquele...o imperador.

Aquele que abandonou o Internazionale de Milão e sumiu por uns dias e depois apareceu em uma favela no Rio de janeiro e que depois de "achado" disse que não queria mais jogar futebol e que não era feliz por lá e blá blá blá...

O menino passou quase um mês comendo tudo o que era fruta brasileira,se fazendo de vítima e coitadinho e agora aceita voltar a jogar no Flamengo novamente,

Ué,ele não ia se aposentar?não estava desmotivado e sem alegria em jogar novamente?

Li o seguinte estes dia na internet sobre ele:

(Depois de perder Ronaldo para o Corinthians, o Flamengo usou suas ações de marketing que havia preparado para o Fenômeno para apresentar Adriano. O reforço foi apresentado na tarde desta quinta-feira no Salão Nobre da Gávea em ambiente de festa. O departamento de marketing até criou um logo com o rosto do atacante pintado em dourado e a inscrição "Adriano Imperador do Rio" em volta, com a frase "Voltei para vencer" ao lado.

Neste clima, o jogador apareceu sorrindo muito ao lado do presidente em exercício do Rubro-Negro, Delair Dumbrosck, e o vice-presidente de futebol, Kléber Leite. O hino tocava em volume exagerado e só parou quando o mandatário começou a discursar dizendo "Volta para casa o Imperador", gerando assovios e aplausos calorosos nos sócios que lotavam o local para acompanhar o evento.

Após pedido da platéia, o ex-são-paulino atrasou a entrevista para vestir a camisa. Antes, beijou o escudo, mostrou o símbolo para os fotógrafos e, assim que colocou o uniforme no corpo, apontou para Kléber Leite seu braço direito, dizendo estar arrepiado. Tudo isso foi feito sob os versos "Uma vez Flamengo...", mais uma vez entoado na caixa de som. E tudo foi repetido quando Márcio Braga, presidente afastado, interrompeu o jogador para dar um abraço no atleta que trocou a Gávea pela Itália em 2001.

"Voltei para casa. É o que eu precisava", foram as primeiras palavras do recém-contratado, que despertou insistentes aplausos logo repreendidos pela assessora de imprensa do clube, que exigiu silêncio para não atrapalhar a entrevista do astro. Em vão. As manifestações foram repetidas mais duas vezes quando o centroavante falou de seu amor pela favela do Cruzeiro, onde foi criado e para onde correu ao fugir da apresentação à Inter de Milão, em 2 de abril.

"Vestir esta camisa arrepia. Qual jogador não quer vestir a camisa da sele... do Flamengo?", perguntou Adriano, confundido sua equipe do coração com o time comandado por Dunga. "A emoção é muito grande por passar por tudo isso aqui hoje (quinta-feira). Com certeza estou muito feliz", continuou, sem cansar de exibir um sorriso e mostrar disposição para atender a todos.
...
"Tive uma série de problemas na Itália e, quando cheguei ao São Paulo, falei que queria ser chamado de Adriano porque estava começando a retomar minha vida. Mas vi que a pressão era a mesma, que Adriano e Imperador eram a mesma coisa. A responsabilidade é grande do mesmo jeito. Consegui esse apelido com muito suor, sem passar por cima de ninguém. Então aceito ser chamado de Imperador. Não adianta fugir do que conquistei e é bom ser reconhecido assim", conformou-se, reiterando sua confiança em seu futebol.

"Não tenho que provar mais nada para ninguém. Já fiz muita coisa na minha vida e tenho que melhorar ainda mais com o Flamengo, conquistando títulos, melhorando minha performance. Voltei ao Flamengo de coração, de alma, sabia que isso ia fazer muito bem. Estou no meu país, perto do povo brasileiro. Isso é muito importante, estou muito feliz", entusiasmou-se.)

E eu me pergunto:
Ou ele mentiu e muito ao passar mais uma vez a imagem que o Brasil não é um país de gente séria(como se já não bastasse os nossos políticos)e o pior,com o aval da CBF,pois se a entidade fosse um pouco mais séria,deveria punir o jogador que coloca o futebol brasileiro como uma casa da mãe joana,onde qualquer um pode fazer o que acha direito sem respeitar regras ou contratos.
Ou então ele agora voltará a ser o Adriano revelado pelo time da Gávea que tantas felicidades trouxe para o time rubro-negro.
Quero dizer,...que esta felicidade jogador/clube seja eterna enquanto dure.

4 comentários:

Káthia Marchand disse...

Eu não entendo muito de futebol, na verdade, eu só sei mesmo é torcer para fazerem os gols devidos para ganhar uma partida rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs .... mas, compreendo que esse rapaz é bastante problemático juntamente com muitos outros, tipo o fenômeno que entram e saem dos times, e se não me engano, são disputadíssimos exatamente por não serem os bons meninos.
Eu lamento.
Queria que tantos outros fossem escolhidos pelo verdadeiro talento, e não por excesso de escândalos, aventuras desnecessárias. Incrível é saber que esses caras tem patrocínio vitalícios. Façam o que façam!

Cíntia Maciel disse...

Olá !


Passando para desejar um ótimo domingo !!!!!!!


Beijos no ♥

Cristina e Márcia disse...

Como tricolor, eu não queria que essa felicidade nem começasse, haaahahahah!!!!
Beijos pra vc!
márcia

Cristina e Márcia disse...

Imperador???????????????rsrsrsrsrsrs
Bjs,
Cris

Nossos Visitantes