quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Doce sonho


Acende-se uma luz,
Apaga-se o céu.
Abre-se a porta banhada com ilusão,
Fecha-se o país da consolação.
Renova-se a salvação espelhada em descoloração.
Aparece a estrela coberta de prata acompanhada pela lua em
desvario, jorrando pontos de paz.
Desfaz-se o mistério, encontra-se a realidade do despertar,
suavizado pelo anoitecer, juntando o suave luar a um enternecido amor!
Revive-se um sonho destinado à luta de dois olhares buscando o longo

sorriso de um dia ilustrado em folhas manchadas: um amor não ilusório, mas sim

um encontro imaginário!

0 comentários:

Nossos Visitantes